47 primrdios-do-mainframe - CodeHamper

Primórdios do Mainframe

Inicio da utilização dos Mainframes




O primeiro computador digital automático, construído pela IBM para diversos propósitos, no início dos anos 40. Era um máquina eletromecânica desenvolvida em conjunto com a Haward University e conhecida como Automatic Sequence Controled Calculator (ASCC). Essa máquina executava adições em 1/3 de segundo e multiplicações em 6 segundos.

Em 1948 a IBM introduziu o Selective Sequence Eletronic Calculatror (SSEC), um avanço que continha 21400 relays e 12500 válvulas, capacitando milhares de cálculos por segundo.

Em 1952, parte em função da Guerra da Coreia, que influenciou e agilizou o desenvolvimento de computadores de grande porte, a IBM apresentou o IBM 701, o primeiro computador 100% eletrônico. O IBM 701 era 1 /4 do tamanho do SSEC e 25 vezes mais rápido.

Nos anos que sucederam, a IBM introduziu mais e mais computadores baseados em válvulas, a IBM também desenvolveu máquinas de armazenamento magnético de informação. Antes desse desenvolvimento, as informações precisavam ser agrupadas para serem processadas.

No meio dos anos 50, os transistores começaram a substituir as válvulas. Em 1958 foi introduzido o IBM 7070 com essa nova tecnologia que oferecia larga vantagem sobre a tecnologia de válvulas. Transistores são menores, mais confiáveis, e geram bem menos calor.

A IBM formou um grupo denominado Data Processing Division (DPD) com o foco em desenvolver e colocar no mercado produtos Mainframe. Esse grupo foi o responsável por uma extensa sequência de desenvolvimentos, notadamente o IBM 1401 em 1959 que foi largamente usado em diversos ramos de negócio.

Esses foram anos de largo crescimento e abrangência na utilização de Mainframes. A utilização desses computadores foi ainda mais ampliada com a utilização de terminais de transmissão de dados possibilitando a comunicação entre computador central e localizações remotas para a entrada e leitura de informação. Essa disponibilidade de comunicação com o computador significava que a informação armazenada no sistema podia ser atualizada por transações originadas tanto na sede quando no campo. Foi largamente aplicada a sistemas de empresas aéreas, bancos, companhia de seguros, etc.

Ainda assim, no final dos anos 50 e início dos 60, havia vários obstáculos a serem vencidos a fim de se obter o máximo da capacidade de processamento que a tecnologia oferecia. Notadamente, a escalabilidade era um dos problemas que mais afligiam os utilizadores de sistemas de processamento. O custo de expansão era absurdo. Por exemplo, expandir capacidade de memória dependia de troca de modelo e de re codificação do aplicativo.


CodeHamper © 2017 - Todos os direitos reservados